segunda-feira, abril 02, 2007

Bigodes


Existem normas de conduta intuitivas ou meramente adquiridas pela repetição, dificilmente não aplicadas porque habitam ou parasitam o nosso subconsciente, que nos levam por impulso programado a agir num determinado padrão a determinada hora ou apenas naquele dia que se tornou especial apenas porque, por exemplo, hoje é o dia de aniversário de alguém e vai daí a primeira coisa que a cabeçorra nos lança em bites programados é ir a correr dar os parabéns da praxe.

Ao fim de muitas tentativas e erros, e porra como me doeram, ainda aprendi alguma coisita com eles, tipo, os impulsos programáticos formatam-se, não somos obrigados a gostar da população em geral, lá porque não andamos constantemente a dar palmadinhas nas omoplatas alheias não quer dizer que nos estamos a cagar, podemos estar meses sem saber de quem gostamos mas o lugar continua presente, e outras banalidades como as que já debitei para aqui.

A vidinha é uma treta, mas estamos cá por um acaso do destino e vamos actuando segundo os quartetos, uns com mais sentido rítmico que outros.

E porque tu minha amiga, mesmo perto na maioria das vezes me continuas longe, não interessa saber se são as pontes, as velas rasgadas, os dias acidulados ou a porcaria do dinheiro que não se estica, hoje fazes anos e, eu já indolente e programada te mandei por SMS o cartão instituído, venho aqui no éter deixar-te a ração anti bolas de pelo e aguardar serenamente o dia de sol em que te irei afagar o pelo macio.

Hoje já te disse como te gosto duas vezes. O resto dos dias são gostares silenciosos. Mea culpa. Traz a chibata.

10 comentários:

  1. Poça pá! Tá lindo! Obrigada Jaquelina tu que entraste um dia no meu carro e de repente parecia que sempre lá tinhas estado. Gosto muito de ti miúda! :*

    ResponderEliminar
  2. JP.

    Pois é! És mesmo assim não há volta a dar. É uma questão de personalidade e olha: continuas a escrever muito bem. BOAS PASCOAS já que não ligas nada p'ra estas coisas. Faço-o só para te chatear. eheheheheh. Um beijo.

    ResponderEliminar
  3. Esta miúda faz sempre anos quando estou de férias... Ainda bem que tenho alternativas para dar os parabéns :D

    Adorei o texto, Jaquelina Pandemónio :)

    ResponderEliminar
  4. ;)
    obrigado Soslayo, e não te engasgues com o folar.
    beijoca

    ResponderEliminar
  5. vocês duas são óptimas a escolherem datas...
    Gracias, Ludovina sem culotes
    ;)

    ResponderEliminar
  6. E o quadro dos gatos é fabuloso! Sou eu não sou? refiro-me àquela que trepa com ar de quem quer ir mais além...

    ResponderEliminar
  7. como é óbvio Bigodes, como é óbvio.
    ;)

    ResponderEliminar
  8. fuuuu de uma assentada ADOREI

    ResponderEliminar
  9. bem vinda, mo.
    e obrigado
    :)

    ResponderEliminar
  10. Beijo para ti e para a gatinha Bastet!

    CSD

    ResponderEliminar