segunda-feira, agosto 07, 2006

Joguinhos e joguetes

Não sou grande jogadora com peões. Talvez porque fujo como o diabo da cruz da maioria. Dos jogos. Alegam-me que a maioria são temáticos, que se aprende sempre alguma coisa. Respondo quase sempre com o sorriso de escárnio número dois. Pelo-me por balelas. Recuso-me em primeiríssima instancia a jogar, mas bem convencida opto pelo jogo duro e limpo. Dói? A vida é uma merda, é feita de dores e de curas que ardem. Pelo menos, dou sempre a chance ao meu opositor de se defender. Não vale dizer que não avisei.
Mas é para jogar limpo. Cartas expostas, em camisolinha de alças, e mãos lavadas. Aceito tudo o que de sórdido me possam expor. Acordo a colite adormecida, mas inspiro devagarinho. Raramente parto do pressuposto de que. A empatia torneia-se, assimila-se e aprende-se. Inclino-me ligeiramente à frente, e qual larápio, prescuto no fundo do olho, os cliques que me soam números directos à abertura do cofre. Com o acesso conseguido, aguardo pela apresentação do power point. Mas aí reclino-me. Alargo o campo de visão, e mostro os ângulos abertos.
Joguemos. Agora tu, agora eu.
Ao primeiro truque sujo, pára-se o jogo e revê-se novamente as regras. Reiniciemos.
- Ah! Um pequenino aviso antes. Da próxima ficas sem mãos. Estamos entendidos?

10 comentários:

  1. Dá-me a impressão que o melhor é não te deixar pensar muito... (ou não dar tempo para isso)

    ;-)

    ResponderEliminar
  2. A chatice da coisa,é que mesmo com todos os sentidos ocupados,eu não deixo de pensar.
    Um misto de piloto automático, e software autonomo,Old.
    ;-)

    ResponderEliminar
  3. chama pelo anjo da guarda, afinal esses gajos existem ou não? Começo a pensar que foram cilindrados pelos seguranças...

    ResponderEliminar
  4. Ups, só vim dizer que já cheguei amiga! Encontro-te de mangas arregaçadas, ou melhor de alças arregaçadas, e pronta a atacar?! Mas como sempre com razão: Jogo limpo! Frontal! Sem merdas!
    Deixo-te um beijo aqui da Bigodes

    ResponderEliminar
  5. Eu não sei se existem Carlos. Mas se os há, são uns gajos deveras brincalhões...

    ResponderEliminar
  6. Grandes férias hein, Bigodes?!
    E já sabes que ando sempre de mangas arregaçadas amiga.
    Toma lá beijo de volta querida

    ResponderEliminar
  7. Longas mas rápidas... como é que isto é possível? O tio Albert tinha razão, tudo é relativo :)

    ResponderEliminar
  8. É como tudo Bigodes.A coisa bem passada,quase nem dá tempo para saborear como é merecido.
    Ai a gula...a gula...
    ;-)

    ResponderEliminar
  9. O jogo quando é muito limpo ( e como gosto disso!) às tantas nem se pode chamar jogo. A tal transparência faz com que não se jogue, com que estejamos expostos sem protecção. Por isso muitas vezes nos magoamos.
    Bela reflexão, Jotapê

    ResponderEliminar
  10. Tens razão Emiele, quase nem se pode chamar jogo. Mas também te digo que é sempre com alguma dor que se aprende.
    e obrigada
    ;-)

    ResponderEliminar