sexta-feira, março 24, 2006

Hoje é dia de anos no Voz em fuga






Neste dia a lembrança do ventre que te nucleou, morula dividida celular
e depois o resto do sorriso, a ânsia de ouvir o som balbuciado...
as palmas pequeninas na luz das velas
hoje as unhas tratadas a limpar a lágrima disfarçada

neste dia
voltarás ao ventre que te gerou
dá-me pernas, braços, cuspo
dá-me tudo e dá-lhe tudo
água sal vida


e por favor tenta por tudo ser feliz


Parabéns HipatiaLudovina gaja amiga

4 comentários:

  1. J.P. linda a homenagem a uma amiga.
    Tomára eu ter amigas assim... Um beijinho

    ResponderEliminar
  2. Raios, Jaquelina Pandemónio! Queres que caia lágrima? Olha que sou mimalha mesmo!

    Nunca tenho tempo suficiente para andar pela net. Não o que gostaria. Tento, por isso, aproveitar os bocadinhos que sobram para andar por aqui "na boa", tentando a palavra brincalhona quase sempre, com um ou outro dramalhão de mistura. E ainda não me perdoo ter falhado dia 21, que é inacreditável que não soubesse. Porque, se adoro receber os mimos com que hoje os amigos me brindam, gosto ainda mais de mimar os outros. Talvez seja uma coisa mesmo de partilha que corre sempre bem: dá-se pouquinho, o que se pode. E recebe-se demais em troca, como aqui, neste mimo que me fazes.

    Obrigada!

    ResponderEliminar
  3. Belo poema. A foto está espectacular, pelo contraste entre luz e sombra e o estar se suspensa no limiar dos dois contrastes...

    Genial!


    CSD

    ResponderEliminar
  4. Obrigado Claudia.
    Acho que a Hipatia tb gostou ;-)
    beijoca

    ResponderEliminar