terça-feira, outubro 18, 2005

Hipatialudovina


Rocei de leve o braço no corrimão. Macieza de cera incerta que me trouxe um certo asco. Corrimão de muitas mãos polido.
Arfante, agarrei-o com a força de quem se afoga na bruma.
Degrau a degrau, contagem decrescente, pensamentos a tornarem-se tão escassos como o oxigénio requerido.
Patamar.
Que se lixem os sapatos.
Degrau a degrau a subida.
Vaso de flores no patamar.
Sentada de pernas em X, deslizo a vida nos azulejos azuis que circundam a acampainha, que já são janelas abertas para o mar.
-Que fazes tu aí sentada!?
-Espero calmamente pelo Pai Natal.

Fotografia deste Senhor de olhar a preto e branco o mundo da gente www.albertomonteiro.com

21 comentários:

  1. JP, como tudo o que nos envolve traduz-se em poesia. Um subir ou descer escadas, o pormenor da cera o braço como que uma alavanca no corrimão, a força que nos faz o oxigénio inspirado, como a calma com que está sentada, esperando o Pai Natal. Tranquilidade absoluta.
    Excelente esta prosa/poética. Parabéns.

    ResponderEliminar
  2. Obrigada, digo eu :)) E amanhã digo mais qualquer coisinha ;)

    Beijo grande!

    Hipatia Ludovina

    ResponderEliminar
  3. sonhos repletos de Gerard Butler hipatialudovina ;-)
    beijinho

    ResponderEliminar
  4. J.P., estás a tornar-te "um caso". Os blogs incitam à escrita, desbloqueiam medos e inseguranças... e vejam só como são belíssimas as imagens que compões!

    bj, senhora! :)

    ResponderEliminar
  5. até que enfim que encontro um pai natal que acredita nas pessoas, ou melhor, uma pessoa que acredita no Pai Natal. Eu acredito também, menos no Natal que é quando o gajo mente mais...

    ResponderEliminar
  6. As imagens são o olho de quem as sente. Ainda bem que temos tão bons fotografos.
    O caso a que te referes é de oligofrenia ou de esquizofrenia Mrf?
    Beijo reciproco Senhora

    ResponderEliminar
  7. Há só um pequenino problema, JP :)))

    É que eu não sou de esperar calmamente nem sequer o Pai Natal ;-)

    Mas adorei a tua dedicatória e, em muita coisa, faz todo o sentido :)

    ResponderEliminar
  8. Mas isso aprende-se.
    Eu também não era, e aprendi a subir as escadas a pulso :o)

    ResponderEliminar
  9. e hipatialudovina,não se trata de uma dedicatória,é um agrado pela simpatia ;-)

    ResponderEliminar
  10. I've got a place just like that classic vw

    ResponderEliminar
  11. Agrada-me a elevação desta troca de elogios. Faxavor, sim é bonito, eu tb gosto; não tem de quê. Não, obrigado eu, ora essa eu é que agradeço. Olhe desculpe, a tia ludovina é tia de quem? Não interrompa, seu bruto. Desculpe, eu tb gosto da poesia em modo automático da JP, posso, dá licença? Ora, agora vem conversa de surrealista ! Não, não é isso, é que... bem esqueci-me. Beijos à JP, que o Natal é quando uma gaja quiser

    ResponderEliminar
  12. bem... descobrir que escrevo "poesia" em modo automático, já não é mau. Afinal o caso ainda é mais simples. Trata-se Sr Doutor, de uma versão ligeiramente modificada de um estado maníaco-depressivo.

    oh carlos! obrigadinho pá,não tem de quê,ora essa,venha mais disso,a gente até gosta,não sei de que tia falas,eu já não tenho, há muitas maneiras de lamber o cu,a elevação é por mor das escadas só pode, e boa páscoa, que eu cago bem para o Natal,e pronto toma lá as hormonas.
    Ah! e beijos claro que a gente gosta-se educada

    ResponderEliminar
  13. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  14. Fosga-se, parece uma locomotiva !
    (º__º)

    ResponderEliminar
  15. Pois é JP por uma prenda daquelas também eu me sento no degrau à espera... guarda um cantinho para mim que já vou! :)

    ResponderEliminar
  16. O torvelinho da escadaria e o torvelinho do pensamento...à espera de um Natal que ainda vem longe!
    É a esperança que sempre sentimos, quando do resto nada esperamos!

    ResponderEliminar
  17. Mfc, estás trágico meu.
    Eu ainda espero muita coisa, não o pai Natal, nem prendinhas na soca, mas alguma coisa há-de sair ;o)

    ResponderEliminar
  18. O cantinho está guardado Bastet, tens aqui o tapete fofinho para te enrolares ;o)

    ResponderEliminar
  19. Ordep meu filho, então Dili?
    (arranja os comentários rapaz)
    mas o blogue tem um ar modernaço;0)
    toma lá beijinho

    ResponderEliminar