quarta-feira, setembro 28, 2005

A pedido da Hipatia

Desafiava Hipatia na sua VOz em fuga há algum tempo atrás, para a gente escrevinhar um postezito erótico. O Jorge do 6em1, rapaz sempre alerta, voltou a lembrar o que nos tinha passado despercebido (a alguns seres... tipo eu).
Ora aqui vai Hipatiazita, e não adormeças se faz favor.


"O olhar imagina o cheiro, o cheiro fecunda o toque.
Do toque a sensação de volúpia.
Voz inicio das coisas.
A voz.
O tom da voz.

Escuta a respiração.
Escuta os movimentos.
Ouve a respiração a acelerar.
A tornar-se pesada e densa.
Arfante.
Inquieta à espera.

O corpo ergue-se a pedir.

E segue-se o tacto.
O contacto com os dedos.
O tremor da pele.
Com os lábios o arrepio.
Os sentidos todos à flor da pele, o beijo na nuca.
O arrepio a descer pela coluna.
A mordidela selvagem de posse...leve.
No ombro.
No pescoço.
Nas orelhas.
Na nádega

sim...
Suaves...arrepiantes.

Lambidas, que volteiam em círculos loucos.
Que te deixam a pele molhada, e a língua espessa de desejo.
O som suave murmurante, imperceptível.
O corpo a pulsar, as veias a latejar.
As salvas contrácteis de quem urge.
Dedos que te exploram o corpo.
Mãos que seguram, braços que envolvem.
Estremecem poros de deleite.
Mamilos entumescidos.
A humidade que desliza fecunda.
O cheiro da fêmea que se dá.
O suor escorrendo pelos corpos.
O sal...sal da vida que se oferta, grato.

13 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Gostei especialmente da referência "rapaz sempre alerta" LOL
    Mas ainda gostei mais do texto erótico. :-)

    ResponderEliminar
  3. Adorei!

    Vais já para o comPILAções, que estão sempre à espera de novos contributos (link do lado esquerdo, lá na Voz) ;-)

    Obrigada!

    :*

    ResponderEliminar
  4. Bestial, muito bem escrito e aquele sal da vida que se dá grato é um lindo epílogo de um revolver amoroso!

    ResponderEliminar
  5. segurem-me esta mulher! quando ela quer não brinca em serviço! por falar nisso...
    não basta aceitar o convite do Hipatia, agora deves ler este texto aos teus doentinhos, sobretudo aos "urológicos"... :lol:

    (os poemas eróticos são os mais científicos pq são os únicos que podemos confirmar pela experimentação... - acabei de inventar esta, nota-se? :lol:

    ResponderEliminar
  6. Está descansada que não se notou nada;-)
    Quanto aos meus urológicos, ai filha, não iam lá nem com protese.
    Para ler aos restantes, era uma
    chatice se os gajos "montassem a tenda". Era complicado Instrumentar por cima do mastro!:P
    Tu pensa lá noutra coisinha, oh Lilly.

    ResponderEliminar
  7. Um torvelinho delicioso onde os odores, os sabores e o tacto se misturam para que possa haver o amor que se deseja.

    ResponderEliminar
  8. Os mamilos entumescidos é o raio de uma coisa que resulta sempre. Nem é preciso poema, porque o entumescidos é a palavra-chave. nem duros nem embicados nem ardentes. É entumescê-los e já está. Cá vai poemaºº

    Eu entimexo
    Tu entumexes
    Ele está distraído
    Nós lambemos
    Vós engasgai-vos
    Eles entumescem

    ResponderEliminar
  9. =D ehehehehaaaa! grande jantar hoje ;-)

    ResponderEliminar
  10. Ai, ai, ler isto pela manhã deu-me saudades do final do dia :)

    ResponderEliminar
  11. por adonde andas, jp?

    quero que escrevas para o Escritor Famoso ;)

    beijokas

    ResponderEliminar
  12. Isso é muita areia para a minha camioneta mrf.
    Beijoca

    ResponderEliminar