sábado, julho 05, 2008

Mural quase perfeito


Há um ditado qualquer que cita algo do tipo, quem não tem que fazer, faz colheres!
Ora eu, depois da limpeza da casa finda e da roupa de quatro semanas passada, e depois de andar dois dias a remoer no que me disseram após um ataque pessoal semi-histérico com murros e tudo na mesa ao qual virei costas, decidi embelezar a parede da retrete de serviço cá de casa pintando-lhe uma espécie de mural.

Já dizia o meu avo que o maior alivio era um gajo cagar atrás das canas...

11 comentários:

  1. Se te aliviou esta proeza só te digo que também é um alívio para os olhos que num sítio assim dá mesmo vontade de um gajo se aliviar. :)

    ResponderEliminar
  2. Obrigado Marie, pintar alivia-me sempre.
    É só escolheres o dia que por meia dúzia de trocos faço o mesmo à tua.
    ;)

    ResponderEliminar
  3. Da próxima que te der uma destas, ofereço paredes e tintas :D

    ResponderEliminar
  4. se incluíres a viagem está feito o acordo
    ;)

    ResponderEliminar
  5. Wouhahou, ficas-te com o trono de piscar o olho

    ResponderEliminar
  6. JP:

    Valeu o murro em cima da mesa pelo menos deste-lhe o troco e pintaste o mural que não ficou nada mal, não senhor! Vês JP às vezes precisamos de uns bons murais e umas boas descargas para nos motivar. eheheheheh. Um beijinho.

    ResponderEliminar
  7. muros e vontade de mandar kagar alfaces a mentes captas,k nã é o kaso.Pork é k tud prazeiroso na kagança tá nas nossas kostas!

    ResponderEliminar
  8. ahahahah!


    Mas que lá ficou bonito, isso ficou, sim senhor!

    è uma artista....

    pelo menos acertaste-lhe omurro?

    CSD

    ResponderEliminar
  9. Projecta pá, por aqui??

    ResponderEliminar
  10. Ameixaclaudia, eu cá já não esmurro ninguém faz muito tempo ;)
    e obrigada cherie

    ResponderEliminar