sexta-feira, maio 05, 2006

Maria


Maria que nasceste Árvore, de raízes vincadas em terra mãe, regada pela empatia com que acolhes estranhos, nesse regaço de palavras bem mastigadas.
Leio-te deliciada na espera do fim que nem sempre se adivinha, e que se saboreia como vinho maduro tinto mel de terra.
Chegou o tempo do repasto, onde te enroscas no musgo do que foi escrito, e reinventas prosas novas em novas proas de navios.

Aceito-o como facto vivenciado.
E, guardo-o serenamente nesta caixinha mágica do faz de conta.
Caixinha, com espaço para mais um afecto mágico.
Que a vida também se quer com borboletas, mesmo que por vezes a preto e branco desmaiado.
Obrigado.

11 comentários:

  1. Lindo!

    E bem mais generoso do que os meus protestos :)

    ResponderEliminar
  2. é mão de peixes a generosidade
    é mão de carneiro o protesto
    está nas nossas mãos continuar a ler-la
    ;)

    ResponderEliminar
  3. Vais ver que ela volta...

    ;-)

    ResponderEliminar
  4. é uma grande perda, mas tudo em o seu tempo e se ela acha que chegou a hora...
    mas aposto que volta noutro formato!

    mas que os gajos eram todos uns trapos naquelas mãos, ai isso eram, abençoada!

    ResponderEliminar
  5. Ai, J.P.
    que vergonha de só agora ter dado conta deste teu post. Muito obrigada!:)) Estou completamente siderada, não só pela beleza do que escreveste mas também porque do seu conteúdo transparece que me conheces e entendes e isso, é a melhor prenda que me podem dar. :))
    Ai que me deixas completamente emocionada e só consigo corresponder-te com um enorme abração e mil beijos. :))

    ResponderEliminar
  6. JP:

    Linda esta mensagem à mãe na figura de uma amiga próxima. Sem comentários, lindo mesmo! Um beijo.

    ResponderEliminar
  7. JP:

    A força que tem uma imagem! A da Árvore que representa neste caso a força da MÃE. Um beijo.

    ResponderEliminar
  8. Old
    ela não volta, ficou cá.
    Disfarçada, mas por aqui
    ;-)

    Fausta mulher
    que distraida! Não sabes tu que já anda em novo formato?!
    Quanto aos trapos, permite-me discordar. Eram mais genero guardanapo :D

    ResponderEliminar
  9. Marietree
    antes tarde que nunca, que os amigos andam sempre, mesmo longe.
    E a empatia é mesmo isso querida, o conhecimento que entende a compreensão e a aceitação.
    Telefona pá!!
    Toma abraço e beijo franjinhas


    Soslayo
    sempre cordato...sempre cordato.
    Beijo

    ResponderEliminar
  10. Adorei JP!

    Mas diz-me:

    Se mão de peixes é generosida e Carneiro de protesto mão de virgem é o quê?

    E de Balança? E escorpião?

    :) Correspodem ao meu signo, ascendente e lua...


    CSD

    ResponderEliminar
  11. Mão de virgem é atingir a perfeição, AmeixaClaudia
    :)

    ResponderEliminar