segunda-feira, janeiro 16, 2006

Sombras




Arrasta-se mulher no tempo das sombras
sem tempo que lhe destine o tempo
em que há-de arranjar um tempo
em que já não será tempo
para arranjar tempo para ela.

Vinde Senhora que já lhe chamei a barca…

fotogafia de Zacarias Pereira da Mata

8 comentários:

  1. o tempo..provoca-nos...ansiedade...isso mesmo.

    ResponderEliminar
  2. e na barca... arranja-se tempo?

    ResponderEliminar
  3. No tempo sem tempo de ter tempo para embarcar.Óh da Barca! Fez-me lembrar Gil Vicente. Um beijo JP.

    ResponderEliminar
  4. Carlos
    o tempo é dono de tudo, sabias?

    Palavras
    tudo depende do bilhete, se é só de ida ou de ida e volta ;-)

    Soslayo
    O Gil era um gajo engraçado.
    O gajo da barca também, pena andar com a gadanha submersa :-)

    ResponderEliminar
  5. A vida é uma passagem e a mulher apenas sobreviveu na sombra dos outros.

    Tem de se chapar a barca à frente todos os dias para se reagir? ;)

    ResponderEliminar
  6. Todos os dias não, Marietree.
    Mas existe alturas, em que olhar para ela, nos mostra o quão formoso é o mistério da vida.
    ;-)

    ResponderEliminar
  7. Pois. O valor das coisas faz-se por comparação. :)

    ResponderEliminar